Relato de Lua: Cintia Campos Francabandiera


"Bem, não sei a data exata, mas acho que foi logo após completar quinze anos que minha primeira lua chegou. 

Eu não sabia o que era, estava no clube a convite de uma amiga, éramos crianças brincando na piscina, já paquerávamos, íamos ao bailinhos de garagem iluminados por uma luz azul... mas éramos ainda meninotas. 

E naquela tarde, ao tirar o maiô vi uma mancha marrom, não entendi, minha amiga falou alguma coisa sobre menstruação, mas eu não sabia o que era isso, não entendi e ficou por isso mesmo. 

Nem sei se comentei o fato com a minha mãe. Só sei que muito desavisada, fui eu no segundo dia do meu primeiro ciclo, para o primeiro dia de aula num colégio novo e assustador! 
Sim, eu estava entrando no colegial, saindo da bolha de um colégio de freiras onde havia feito do pré até a oitava série e entrando no Anglo em Campinas... tudo tão diferente. Estávamos no prédio da Av. Andrade Neves, ouvindo sei lá o que, talvez algum professor , ou mesmo algum aluno que nos recepcionava, mas eu não ouvia nada, porque lá em baixo os VETERANOS haviam montado uma espécie de "curra", um corredor pra receber os "BICHOS" e eles gritavam, uivavam, era horrível. 

Nisso a minha colega, que vinha do mesmo colégio que eu me diz: Que cheiro é esse? Parece de fralda?? Vamos todas pro banheiro e eu descubro, alguém me conta que fiquei menstruada!!! 

Estou encharcada num vermelho lindo, mas e aí? 

Tenho que voltar pra sala, depois descer e passar no meio daqueles seres lá em baixo nada hospitaleiros, assim? 
Me sinto zonza, o mundo parece girar... essa mesma menina, que já menstruava me empresta sua mochila  pra eu "tampar" a baita mancha no meu bumbum e poder tomar ônibus.
Assim sei lá como desci, com a mochila dela nas costas, passei pelo corredor de veteranos, acho que de tão ocupados em pintar nossas caras e cabelos, nem perceberam mais nada, tomei ônibus e sobrevivi até chegar em casa exausta, chorando, mega esquisita.

Depois nem me lembro como passei a amar meus ciclos. 

Lembro que achei super estranho uma entrevista da Ana Paula Arósio, que eu achava lindesésima dizendo que tomava pilula pra não menstruar.

Eu não sabia porque, mas adorava menstruar. 

Até que caiu sincronicamente em minhas mãos um abençoado livro, isso lá por volta dos 30 anos, quando eu tinha um Sebo em Barão Geraldo: "Seu sangue é ouro". 
Devorei esse livro, mergulhei fundo nos seus depoimentos e mitologias. No mês que o li menstruei duas vezes. Passei a cortar camisetas brancas velhas e macias e acolher nelas meu sangue menstrual, regar as plantas com ele, por  os pedaços de camiseta pra coarar no sol, tudo isso me dava uma felicidade imensa.

Muito depois, já casada pela segunda vez, ao assistir o filme "Nascimento Orgásmico" , que me levou a buscar e ser agraciada com um parto natural pós uma primeira cesárea, novas fichas caíram. 

Parto natural, experiência de profunda transcendência, depois descobri os absorventes ecológicos (que são toalhinhas de pano, mais práticas, não precisa coarar) e que uso até hoje o mesmo conjunto, eles duram!!! 

Aí veio a Benção do Útero, novas descobertas.

Agora começo a assistir partos como doula, fazemos círculos de mulheres e que curativo isso é!

Engraçado que sincronicamente, logo após a Benção do Útero lá no Instituto Vida Bem Vinda, eu tive uma profunda conversa com a minha adolescente interna, com a criança eu já tinha conversado bastante, mas assim com tanta clareza foi a primeira vez que a minha adolescente me apareceu e revivemos muitas experiências juntas, ela me fez uma série de exigência de reparações que eu estou ainda cumprindo aos pouquinhos e agora com o teu relato, percebo que preciso fazer um ritual pra reverenciar essa primeira lua, que foi totalmente ignorada, escamoteada, sei eu lá mais o que.

Sinto que terá mais força se fizermos isso em grupo. 
...Vamos organizar esse ritual? 

Beijos, amor, obrigada pela oportunidade do desabafo."

Cintia Campos Francabandiera, 42 anos
Mãe da Laila de 7 e da Ísis de 4 anos.
Psicóloga Transpessoal, Praticante da EMF Balancing Technique, Taróloga, Doula, Focaliza Círculos de Mulheres em Sousas-Campinas-SP.
premasaichaodeflorir@gmail.com

Um comentário: